segunda-feira, 10 de setembro de 2007

Desejos...


O sol se punha, lentamente, sendo devorado pelas águas claras nesse imensidão azul do mar. O dia já declinava e a noite se aproximava calorosa, emoldurando de dourado o céu. Deitados sobre a areia da praia, apreciávamos o magnífico espetáculo da natureza. Aos poucos, começaram a apontar pontos brilhantes no céu; eram as estrelas que chegavam. E, prateada e radiante, eis que surgia majestosa a lua, dando um novo cenário a este show. Envolvidos pela paixão, deixávamos inebriar pela paisagem. Neste momento, éramossó nós dois: corpo, alma e coração. Como diz a Bíblia: um só corpo e uma só alma! Sentia seu calor, sua pele morena, seu cheiro que entranhava-se em mim, enquanto eu derretia-me em seu beijos ardentes. Seus cabelos lisos caíam sobre o rosto e suas mãos pareciam conhecer-me cada centímetro. Era o paraíso! Deleitava-me de prazer em seus braços e cada minuto era tão precioso como uma pedra rara que se trata com todo mimo possível. Eu era sua; e você, totalmente meu. Meu coração parecia que não cabia tanta felicidade a ponto de transbordar... Dentro de mim, explodia algo inimaginável e indescritível. Tudo tinha mais cor, mais sabor; e ao meu redor, soava a melodia mais bela que já se ouvira...
Acordei!



18 comentários:

  1. ai amiga
    jurei que fosse verdade!
    rsrsr
    bj

    ResponderExcluir
  2. Aiii que bonito.... :)

    Linda! vi hoje seu convite lá no meu blog e acabei te indicando tbm hehehee... mas tudo bem!
    fiquei fora por uns dias, por motivos de força maior, mas estou de volta!
    bjs!!!

    ResponderExcluir
  3. Ah, os sonhos! ;-)
    Gostei bastante.

    Bjo

    ResponderExcluir
  4. Menina, que descrição... sonhos tem esse poder absurdo de serem incrivelmente realistas em suas cores e sensações.

    Gostei muito do seu espaço. Parabéns...

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Ola Adriana,
    Vim retribuir sua visita e adorei o teu espaço. To te linkando la no meu mundo e claro que pode me linkar se quiser!!! Adoro textos intensos como o seu, um misto de realidade, sonho e desejo... O que seria da vida sem o sonho???
    Beijos Mila

    ResponderExcluir
  6. ah esses desejos que nos atormentam e teimam em ir-se ao raiar do dia.

    ResponderExcluir
  7. Mas bá. Esse é o típico sonho que quando acordas tu tenta dormir novamente para voltar ao sonho que radiantemente não retrocede. Resta às lembranças.

    Saudações!

    ResponderExcluir
  8. animalesco e maravilhoso...
    sonhos assim realmente dão ao mesmo tempo um desalento, por sabermos que são apenas sonhos, uma esperança, de que aconteçam e um ânimo indiscutível para o novo dia que virá após os mesmos...
    E basta que nos lembremos deles para que aqueles momentos meio frustrantes do dia-a-dia sejam apagados de vez, dando lugar à aquela sensação maravilhosa que sentias...

    Beijos, and...
    muito obrigado, vamos almoçar

    ResponderExcluir
  9. Linkada também... é uma delícia vir aqui.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  10. Dri, mais que maravilha, vc tbm está na blogosfera!!! kkkk
    Como me achou?
    Te linkei tbm flor.
    Beijo grande.

    ResponderExcluir
  11. gracinha demais a foto do profile =)

    ResponderExcluir
  12. Amiga que bonito seu coment lá no blog, me emocionei até, sua malvada! hehehe
    é incrivel mesmo como pessoas que estão distantes podem se tornar tão especiais e próximas de nós... :)
    te considero minha amiga tbm e sempre que precisar pode contar comigo!
    Bjs!!!

    ResponderExcluir
  13. Que sonho bom!
    gostei do blog, vou te linkar!

    * a propósito, gostei muito do nome do blog, gosto muito da Marisa Monte!

    ResponderExcluir
  14. Mesmo assim a melodia ao meu redor continuava. As cores do mundo àquela beira-mar ainda eram mais intensas que o normal, e o seu sabor ainda invadia minhas papilas gustativas.
    Quando acordei, a paisagem e as sensações ainda eram os mesmos do sonho.
    Só você não estava mais.
    Não ocupávamos mais o mesmo sonho. Só restou o cenário ainda belo e radiante.
    Na areia, ao meu lado, ao invés de você uma garrafa.
    Dentro dela um bilhete:
    “Sou o seu sonho... Por hoje serei aquilo que você deseja!”

    Me desculpe pela intromissão.
    Um beijo.
    Boa noite.

    ResponderExcluir
  15. "...seu cheiro que entranhava-se em mim"...acho esse trecho um dos mais íntimos que já li. O olfato é o sentido que engloba todos os outros, pois o cheiro proporciona uma festa de sensações inexplicáveis que mexem até mesmo com as lembranças mais ocultas. Algo que se quer muito sentir...

    Pode me linkar, se quiser...:) Desde já, obrigado.

    ResponderExcluir
  16. Texto bom, guria. E a fotografia (de uma campanha da Diesel? Fórum? Não me lembro) é muito propícia.

    ResponderExcluir
  17. Obrigado pela gentileza.
    Vou linkar você aos meus blogs, se me permitir e, quem sabe, reproduzir o seu texto no Flainando, se não te incomodar.
    Seja sempre bem vinda aos meus blogs. Temos alguns amigos em comum, e foi pela Mila que, quase sem querer, cheguei até você.
    Um beijo e uma boa tarde.

    ResponderExcluir

Fale quando tuas palavras forem tão doces quanto o silêncio!